Tag

Canoa feminia

Expectativa confirmada! A canoagem brasileira trouxe para casa duas medalhas da 2ª etapa da Copa do Mundo de Canoagem Velocidade, que aconteceu na Hungria, no último fim de semana. O medalhista olímpico Isaquias Queiroz não decepcionou e ficou com a prata na prova C1 1000m, com 3min46s24, atrás do tcheco Martin Fuska, 3min45s642. O bronze ficou com polonês Tomasz kaczor, que fechou a prova com 4min15s800.

A grata surpresa mesmo veio da canoagem feminina. As atletas Andrea Oliveira e Angela Aparecida foram as mais rápidas –e com folga!– na prova de C2 200m. A dupla realizou o percurso com o excelente tempo de 4min4s061 e ficou com o ouro. As atletas canadenses Nadya Crossman-Serb e Anne-Sophie Lavoie-parente fizeram 4min4s946, em segundo lugar. Para completar o pódio, as atletas da Rússia Daria Kharchenko e Aliia Almakaeva fizeram 4min5s099 e ficaram com o bronze.

O resultado das brasileiras é bastante animador. A canoa feminina foi confirmada no calendário dos Jogos Olímpicos de Tokio 2020. Então, começar o primeiro ciclo olímpico da categoria com vitória mostra que a modalidade pode ajudar a engordar o quadro de medalhas do Brasil nos próximos Jogos.

Estamos muito felizes com os resultados obtidos, conseguimos ir para duas finais A e ainda conquistamos o ouro, numa prova em que o nível estava muito alto”, comentou Angela Aparecida.

Por falar em finais A –aquelas que valem medalha–, o resultado foi satisfatório. Foram quatro: as duas que geraram medalhas; a prova de C1 200m feminino, com Andrea Oliveira, que ficou com a quarta posição; e o C2 500m, também com Andrea Oliveira, em parceria com Angela Aparecida, que ficaram com a oitava colocação.

A 2ª etapa da Copa do Mundo de Canoagem Velocidade foi um teste e tanto para os brasileiros, pois contou com os principais nomes da modalidade no mundo. O resultado mostrou que Isaquias Queiroz, Angela Aparecida e Andrea Oliveira estão entre eles. As atenções agora se voltam para o Campeonato Mundial, marcado para agosto.