Prêmio Paralímpicos 2016 escolhe melhores do ano. Vote!

Difícil escolher entre Daniel Dias, Shirlene Coelho, Petrúcio Ferreira, Jefinho (foto) e tantos outros paratletas brasileiros que ajudaram a escrever a história do país nos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Na verdade, todos já são dignos de medalha pelo que representam para o esporte nacional. Mas, como em toda competição, só há um vencedor.

O Comitê Paralímpico Brasileiro divulgou a lista com os vencedores do prêmio de melhor atleta de 2016 em cada uma das 22 modalidades que integraram o programa dos Jogos Paralímpicos. Seis deles, três homens e três mulheres, foram indicados ao Prêmio Paralímpicos 2016, cujos vencedores de cada gênero serão escolhidos por voto popular.

Daniel Dias se emociona com um dos quatros ouros que ganhou no Rio 2016 | ©Cleber Mendes/MPIX/CPB
Daniel Dias se emociona com um dos quatros ouros que ganhou no Rio 2016 | ©Cleber Mendes/MPIX/CPB

É um time de respeito: Daniel Dias (natação), Petrúcio Ferreira (atletismo), Jeferson Gonçalves (futebol de 5); Silvânia Costa (salto em distância), Shirlene Coelho (lançamento de dardo) e Evani Calado (bocha).

Os nomes foram escolhidos pela diretoria do CPB, a chefia técnica e as confederações esportivas. Os vencedores serão homenageados na cerimônia do Prêmio Paralímpicos 2016, marcada para 7 de dezembro, no Rio de Janeiro. Também serão premiados os melhores técnicos de esporte individual e coletivo, o atleta revelação e a personalidade que mais contribuiu para o desenvolvimento do esporte paralímpico em 2016, por meio do troféu Aldo Miccolis.

Há mesmo muito o que comemorar em 2016! O ano foi de recordes para o esporte paralímpico brasileiro. O país levou a maior delegação a uma Paralimpíada e celebrou em casa a conquista de 72 medalhas em treze modalidades, sete a mais que em Londres-2012. Foram batidos cinco recordes mundiais, 10 paralímpicos, 35 das Américas e 93 marcas pessoas pelos atletas brasileiros.

Os indicados

Daniel Dias é um dos atletas mais queridos e conhecidos pelo público. Nadador paralímpico com mais conquistas em Jogos Paralímpicos, subiu ao pódio em todas as nove provas que disputou no Rio 2016.

Jeferson Gonçalves, o Jefinho, é um dos craques da Seleção Brasileira de futebol de 5, que conquistou o quarto ouro consecutivo no Rio 2016. Jefinho, como é conhecido, foi o artilheiro da equipe na competição.

Petrúcio Ferreira é um dos jovens talentos da Seleção de Atletismo. Em menos de dois anos de carreira, sagrou-se campeão paralímpico nos 100m no Rio de Janeiro e virou dono dos recordes mundiais dos 100m e dos 200m em sua classe, T47.

Foto: Alaor Filho/MPIX/CPB
Shirlene Coelho em ação no lançamento de dardo | Foto: Alaor Filho/MPIX/CPB

Shirlene Coelho manteve a soberania no lançamento de dardo, ao alcançar o bicampeonato paralímpico na prova. Ela ainda levou uma prata no lançamento de disco.

Silvânia Costa é a atual recordista mundial e campeã mundial e paralímpica no salto em distância classe T11. No Rio 2016, a atleta do Mato Grosso do Sul fez sua estreia em Jogos Paralímpicos da melhor maneira possível, conquistando o ouro na prova em que é especialista.

Evani Calado entrou para a história da bocha brasileira, ao subir ao lugar mais alto do pódio ao lado de Antônio Leme e Evelyn Vieira na disputa por equipes BC3 no Rio.

A lista completa dos atletas vencedores em todas as 22 modalidades pode ser conferida no site do CPB.

Comente aqui

Related Posts