Brasil testa novo formato para Liga Nacional de Handebol, que começa nesta sexta (26)

O modelo de conferências –amplamente difundido em países como os EUA em vários esportes– foi o escolhido para dar nova cara às Ligas Nacionais Feminina e Masculina de Handebol, que começam a ser disputadas nesta sexta-feira (26). A edição de 2016 traz novidades e será dividida em três conferências: uma vai abranger os Estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste; outra a região Nordeste; e mais uma o Norte.

A ideia é promover o intercâmbio entre todas as regiões do país. A liga masculina vai contar com 31 equipes e a feminina com 20. Na primeira fase, os times de cada região se enfrentam em si. Os classificados disputam as finais em local único, que será definido pela Confederação Brasileira de Handebol (CBHb).

Esse ano será um laboratório para essa Liga Nacional, mas tenho certeza que ela dará muito certo e que nós vamos poder nos próximos anos ter um modelo ainda maior e mais eficiente, porque o processo será aperfeiçoado e melhorado. Estamos dando um grande passo e tenho certeza que isso irá ajudar ainda mais no desenvolvimento do handebol por todo o Brasil”, afirma o presidente da CBHb, Manoel Luiz Oliveira.

A previsão é de que a Liga Nacional Masculina seja disputada até o dia 11 de dezembro e a Feminina está prevista para terminar no dia 18 do mesmo mês.

Transmissão

Os apaixonados pelo Handebol vão poder acompanhar a Liga pela televisão. Nas quartas de final, duas partidas de cada conferência serão transmitidas pelo canal a cabo Bandsports. Já as semifinais e as finais serão televisionadas na TV fechada também pelo Bandsports e pelo SporTV e, ainda, na TV aberta, pela Band.

Comente aqui

Related Posts